Skip to main content

Como administrar as contas domesticas da família

Ao mesmo tempo que a economia brasileira tem tido grandes melhoras, a população tem se endividado mais, o que mostra que as famílias não sabem administrar as Contas Domesticas.

O endividamento é a prova de que falta educação financeira, mesmo ganhando mais o brasileiro acaba fazendo contas maiores do que pode pagar, criando uma verdade bola de neve. Mas não entre em pânico!

Com algumas dicas e cuidados especiais você pode aprender a administrar melhor os seus ganhos e colocar a vida financeira em ordem.
Em primeiro lugar é preciso aprender a colocar os gastos mensais dentro do orçamento. Qual é a renda mensal da família? Qual é o valor do gasto mensal? A segunda resposta não pode ultrapassar o valor da primeira.

Colocando todas as contas no papel

Crie o hábito de anotar todas as despesas, faça isso por alguns meses para poder perceber com quais itens você gasta mais dinheiro. Na internet encontramos tabelas de gastos pessoais e familiares bem interessantes.
Na hora de comparar os gastos veja quais são os itens desnecessários que poderiam ser evitados e passe a não mais gastar dinheiro com aquilo.
Logo no primeiro mês você já vai conseguir identificar nessas anotações o que é importante e o que não é, podendo assim destinar o valor para algo realmente necessário ou então passar a investir esse valor na poupança.

Cartão de crédito e limite de banco

Muitas famílias se endividam por causa do cartão de crédito e do limite do banco, é um erro acreditar que o seu saldo é um “presente” das administradoras, aquilo que você usar será cobrado com juros, quer sejam chamados assim ou recebendo o nome de anuidade, proteção e etc.
Ao começar a adequar seus gastos dentro do próprio salário ou renda familiar vai ficar mais fácil não depender de cartões e assim essa pesadelo de cobranças vai acabar.
Quem já está endividado precisa prestar atenção e somar o valor total da dívida para tentar renegociar ou então trocar uma dívida com juros maior por outra menor, buscando empréstimos. Pesquise os melhores lugar de acordo com a taxa de juros e as condições de pagamento. Só não se esqueça que enquanto paga as parcelas do empréstimo você vai continuar arcando com as despesas mensais da casa. Pense nisso.